sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

R de Regresso ao real (VIII)


Gosto da brisa gelada
e do vapor que fala no Inverno:
Eu sou eu. A realidade é a realidade.

Um rapazinho, vermelho como um tomate,
dono e senhor do seu trenó,
lança-se encosta abaixo.

E eu, em desacordo com o mundo, com a liberdade,
aceito o contágio do trenó,
dos seus estriados braços de prata.

O século poderia ser mais leve que um esquilo,
mais leve que um esquilo no doce arroio.
Metade do céu é usar botas de inverno.


Ossip Mandelstam
in Um ateu no campo, versões de João Rodrigues,
Lisboa, edições pirata, 2000

Sem comentários: