quarta-feira, 3 de outubro de 2012

M de Música para os meus olhos (XXXIII)



 
"Menina calçando a meia
[Estufa-Fria, 1966]",
de Inês Dias
 
pela mão de António Barahona.
 

3 comentários:

Odracir disse...

Não te mexas.

O futuro é perder o equilíbrio,
cair até bater no fundo
de uma insónia hora a hora
interrompida para respirar
à superfície da luz.

Não te mexas, ainda.

Não hesites, não assustes o sonho
pousado em teia sobre ti,
não agites as águas.
E talvez a vida se deixe
ficar à margem
com os seus dias armados de pedras.

ID disse...

Esse mesmo :)

Odracir disse...

:)